BLOG POST

14 de abril de 2022




ELSYS tem nova gerência comercial para o varejo

A mais recém-contratada da ELSYS, Thais Gabriel, assumiu o cargo de Gerente Comercial Nacional Varejo – pela primeira vez, ocupado por uma mulher. Formada em marketing com mestrado em Gestão Empresarial, MBA em Gestão de Projetos e especialização em Personal & Professional Coaching, Thais teve a maior parte de sua carreira em home centers e ampliou sua visão de negócio atuando também na indústria. Entre as empresas que fizeram parte da sua jornada estão C&C, Leroy Merlin, Incepa, LLum- Bronzearte, Portinari, Tigre, Rheem e agora Elsys.

Além de cultivar plantas, ser apaixonada por pets e por viajar, Thais é uma referência feminina em um segmento majoritariamente masculino, e nós conversamos com ela para falar sobre este tema. Você confere a entrevista completa abaixo!

 

Você enfrentou preconceitos que que costumam prejudicar a ascensão das mulheres no trabalho?
Quando iniciei minha carreira éramos 4 mulheres em uma equipe de quase 100 vendedores e no segmento construção a predominância é masculina. Tive alguns eventos desagradáveis, mas sempre acreditei que alcançar o sucesso profissional é minha responsabilidade. Esta crença sempre ajudou muito nos momentos menos favoráveis.

 

Você se espelhou em alguém? Quem são suas referências?
Quando me tornei gestora, logo houve uma mudança na empresa e em poucos meses chegou uma nova gerente geral, a Mercedes Camargo. Uma mulher experiente, madura, mãe de três filhos (na época já adultos), determinada, com uma carreira linda e uma energia sem igual. Ela foi minha referência. Com ela aprendi a liderar. Mercedes continua trabalhando na C&C com a mesma garra, firmeza e determinação. Hoje, já avó, é um exemplo que nos mostra que mulheres podem chegar aonde quiserem, sem abrir mão de nada.

 

Quais estratégias você usa na sua gestão?
No que se refere a negócios, utilizo como uma das principais estratégia a GTW (Go To Win), que consiste em: escolher as batalhas, entender o posicionamento de cada stakeholder, minimizar riscos, custos e aumentar a eficiência. Quando falamos em gestão de pessoas a principal estratégia é a liderança situacional, pois ela nos permite adaptar as situações do negócio, aos momentos e desenvolvimento de cada colaborador. Sempre envolvo as pessoas no processo de idealização e planejamento, pois todos tem muito a colaborar. Quando estão envolvidos, se tornam parte e, consequentemente, se engajam mais!

 

Que conselhos você daria para outras mulheres que desejam cargos de liderança?
Meu primeiro conselho é: “se é possível para alguém é possível para você!” Não tenham como preocupação o fato de ser mulher, de ter filhos. O que realmente importa é o quanto você se dedica, o quanto se prepara, o quanto dá o seu melhor em todos os momentos, o quanto acredita e se desenvolve.

Temos exemplos maravilhosos de mulheres brilhantes, brasileiras e de segmentos que por muito tempo foram dominados por homens. Citarei algumas que acompanho e me inspiro em seus trabalhos: Cristina Palmaka (SAP), Paula Beliza (Microsoft), Tania Cosentino (Schneider Elétric – Microsoft), que tive o prazer de conhecer e com toda certeza influenciou fortemente na minha carreira e nos meus propósitos pessoais, Claudia Woods (Uber), e para fechar Michele Obama.

 

Você irá atuar em que área? Como está o mercado?
Minha gestão será no canal varejo. O mercado está bastante inseguro e instável com todos os acontecimentos, entretanto muito aberto à inovação. O varejo entendeu que com o avanço do e-commerce, as lojas físicas têm um novo propósito, devem proporcionar uma nova experiência ao consumidor.

 

Quer acompanhar mais da jornada da Thais na Elsys? Acesse o Linkedin.

 


« Voltar




Receba nossos conteúdos gratuitamente!

Não te mandaremos spam!

Pin It on Pinterest