BLOG POST

Apagão Analógico  |   Sinal Analógico  |   Sinal Digital  |   TV Digital  |  31 de março de 2017



Diferenças entre TV analógica e digital

Diferenças entre TV analógica e digital

No mundo moderno em que vivemos nos deparamos frequentemente com novas tecnologias desenvolvidas para melhorar nossas vidas.

Na TV não poderia ser diferente. Nos últimos meses temos ouvido muito sobre o desligamento da TV analógica e a nova era da TV digital. Neste artigo iremos esclarecer quais as principais diferenças entre elas.

A TV analógica surgiu em 1924 e foi muito utilizada pela população brasileira. Com o uso de antena chamada de escamas de peixe, a transmissão é feita através de ondas eletromagnéticas contínuas. Esta TV não possui boa qualidade de som e imagem. O governo brasileiro espera aposentar a TV analógica nos próximos anos.

fim do sinal analogico

A TV digital surgiu no Brasil em 2007. Esta TV possui uma qualidade de som e imagem superior à da TV analógica. Para os telespectadores poderem usufruir desta tecnologia as emissoras de televisão deverão repassar o sinal digital para o consumidor, através de programas em formato digital, e os telespectadores deverão ter um televisor compatível com esta tecnologia ou adquirir um conversor digital.

A principal diferença é a forma de transmissão. Enquanto a transmissão analógica utiliza ondas eletromagnéticas contínuas, a transmissão digital utiliza uma corrente de bits, em códigos binários, utilizadas também na linguagem digital de computadores, CDs e DVDs, e celulares, que transforma sons, imagens, textos, gráficos em bits.

Ao transmitir o sinal da TV em sistema digital a qualidade do sinal será melhor, uma vez que o número de linhas horizontais na TV digital é superior a 400. Já nos sistemas analógicos a transmissão perde qualidade e chega para os consumidores com apenas 330 linhas horizontais.

Através desta tabela podemos demonstrar as principais diferenças:

Fator Analógico Digital
Resolução 525 linhas (4:3) 1080 linhas (16:9)
720 a 480 linhas (16:9)
ou
1920×1080 pixels (HDTV)
e 640×480 (SDTV)
Qualidade de Imagem Degrada Não degrada
Novos Recursos Nenhum Interatividade (datacasting)
Múltiplos fluxos de áudio e
vídeo
Otimização do espectro Uso do espectro limitado por interferências Possível uso de canais adjacentes
Interatividade Através de outros recursos (internet – telefone – celular) Imediato, através do próprio aparelho – Canais de Áudio, Jogos e Compras
Interferência Sim Nunca
Programação Única Múltipla – até 6 programações por canal
Formato de imagem 4:3 (vertical) 16:9 (mais horizontal)
Som Mono ou estéreo (até 2 canais) Dolby Digital (até 6 canais)
Impressão em tela Canhão de elétrons Em bits

A televisão brasileira avançou muito na era digital. As fases de captação de imagem, produção, edição, conclusão, bem como os equipamentos utilizados já são digitais. O que ainda não é 100% digital é o sinal que vai da torre de transmissão até a casa dos telespectadores e é essa mudança que está acontecendo agora.

Assuntos que também são interessantes para você =D


« Voltar

Comentários