BLOG POST

Wi-Fi  |  30 de junho de 2017



Como funciona o WiFi

Como funciona o WiFi

Amado por muitos, procurado por todos e hoje unanimidade, veio para facilitar a vida dos usuários de internet. A internet sem fio, ou wireless, apareceu no fim dos anos 90, quando os primeiros computadores portáteis caíram na simpatia de um número relevante de pessoas. Atualmente elas são responsáveis pela popularização do uso da internet.

Mas o artigo não é sobre WiFi?

O WiFi é um tipo de wireless, especialmente desenvolvido para a conexão de redes locais de computadores, celulares e games, através do uso de roteadores.

O termo WiFi é uma abreviação de Wireless Fidelity, nome alusivo à expressão “Hi-Fi” (High Fidelity), usada pela indústria fonográfica na década de 50. A denominação foi registrada pela Wi-Fi Alliance – uma importante empresa de tecnologia, responsável por trazer o wireless ao Brasil –, mas acabou se popularizando e hoje é atribuída a qualquer tecnologia WLAN (Wireless Local Area Network).

Funcionamento do WiFi

Através de ondas de rádio, as redes Wi-Fi transmitem as informações de internet. Exatamente da mesma forma como funciona com TV, rádios e celulares. Isso acontece graças a um adaptador, o roteador, que capta os sinais, decodifica-os e a emissão é feita a partir de uma antena, que é a parte principal do WiFi. É por isso que é tão importante escolher um roteador de boa qualidade.

Depois disso, os sinais chegam via cabo, linha telefônica ou ondas de rádio até os equipamentos que atendem esse tipo de tecnologia. É importante salientar que, para que o dispositivo tenha acesso a esses sinais, é preciso que se localize dentro do chamado “hotspot”, ou seja, dentro de um raio de ação específico.

Essa troca de informações ocorre em uma das 2 frequências disponíveis, a de 2,4 GHz ou a de 5 GHz. E a relação é proporcionalmente direta: quanto mais alta a frequência, maior é a capacidade de o sinal carregar um número maior de dados.

Como funciona o WiFi

Como ocorre a comunicação entre os dispositivos?

Os dispositivos conectados à rede WiFi se comunicam por meio do protocolo 802.11 (série de padrões regulamentados de transmissão e codificação para comunicações), que possibilita o reconhecimento das informações entre eles. Esse protocolo apresenta variações: a, b, g e n, que vão depender da frequência utilizada, do alcance máximo da rede e da velocidade máxima alcançada.

Para começar, o 802.11a transmite as informações na frequência 5 GHz com velocidade de até 54 megabits por segundo. É mais eficiente que o antecessor, por ter melhor frequência e velocidade quase cinco vezes mais rápida.

O 802.11b possui custo mais baixo, usa a frequência de 2,4 GHz e sua velocidade chega a até 11 megabits por segundo.

Já o 802.11g é bem mais veloz que a versão “b”, mesmo usando a frequência de 2,4 GHz. Esse é o padrão mais encontrado no mercado hoje.

Já o 802.11n é o mais recente e foi criado com o objetivo de aumentar tanto o alcance como o sinal de transmissão e chega a até 140 megabits por segundo.

Fonte: TechTudo

Assuntos que também são interessantes para você =D


« Voltar

Comentários