BLOG POST

Televisão  |   TV por assinatura  |  2 de fevereiro de 2018



Audiência: Como sabemos quais são os programas mais assistidos da TV brasileira?

Audiência: Como sabemos quais são os programas mais assistidos da TV brasileira?

Até o mês de setembro de 2017, duas empresas mediam a audiência dos programas da TV aberta no Brasil: o IBOPE (Instituto Brasileiro de Opinião Pública e Estatística) e a GFK, de origem alemã, cuja tradução das iniciais significa Crescimento pelo Conhecimento. A partir dessa data, a alemã GFK encerrou suas atividades e o IBOPE voltou a ser absoluto nesse tipo de serviço.

Como são escolhidos os domicílios da amostra pesquisada?

A escolha dessa amostra vem de um processo estatístico com base nos dados do IBGE. É composto um painel que inclui 15 praças (cidades) do Brasil, entre elas grandes centros como São Paulo, Rio de Janeiro, Brasília, Fortaleza e Salvador. Essa amostra de domicílios é acompanhada por até quatro anos, sendo que a cada ano ocorre uma renovação de cerca de 25% deles. O IBOPE tem hoje em seu painel mais de cinco mil municípios.

Três maneiras são usadas para a medição:

1 – Moradores respondem a um questionário enviado pelo Instituto.

2 – Um aparelho eletrônico, o People meter, instalado nos aparelhos de TV,envia relatórios diários sobre os canais e programas assistidos.

3 – Esse mesmo aparelho faz a medição em tempo real, informando sobre o que está sendo assistido naquele exato momento.

Curiosidades:

Para medir quais são os programas favoritos da mãe ou do filho, por exemplo, é preciso saber quem está assistindo. Por isso, cada morador recebe um controle remoto particular, que avisa ao aparelho quem está na frente da tela.

Na medição em tempo real, o aparelho transmite minuto a minuto os programas que estão sendo assistidos em cada casa. É como se fosse um telefone celular enviando dados o tempo todo.

Os dados transmitidos dos vários domicílios pelo aparelhinho são codificados em sinais de rádio e transmitidos para uma central, que os recebe e reúne esse “pacote” de informações.

Por sinais de rádio, internet ou linha telefônica, os números de audiência saem dessa central e chegam às emissoras, que pagam pelo serviço. E é nessa hora que o pessoal da TV fica sabendo qual programa cada domicílio está assistindo. No dia seguinte, o Ibope manda relatórios mais detalhados, que mostram as preferências de cada morador da casa.

Fonte: Revista Superinteressante/Revista Mundo Estranho/Site TechTudo/IBOPE

Assuntos que também são interessantes para você =D


« Voltar

Comentários