BLOG POST

Sinal Digital  |   Televisão  |   TV Digital  |  9 de fevereiro de 2018



4K, UHD, OLED, QLED

As TVs e as suas telas com imagens cada vez mais perfeitas: 4K, UHD, OLED, QLED…

Nem parece uma invenção com praticamente 100 anos, tamanha a sua evolução. Dos aparelhos de tubo às TVs de alta definição, muita coisa mudou. Primeiro vieram as telas de plasma, depois os displays de LCD (Liquid Crystal) iluminados por uma luz branca para a projeção da imagem e finalmente as LED TVs, que inovaram na forma de iluminar a tela de LCD para projetar a imagem, agora com diodos emissores de luz (Light Emitting Diodes). E essa é a tecnologia que vem sendo aprimorada a cada ano. Hoje, por exemplo, quase não se fala mais em HD (high definition) com 1280×720 pixels. O negócio é de Full HD, 1920×1080 pixels para mais. Então, vamos falar mais disso!

4K, UHD

Com incríveis 3840×2160 pixels, as TVs com essa resolução têm qualidade quatro vezes maior e mais nítida que as Full HD e, além da altíssima definição, são mais confortáveis para a visão e podem ser instaladas a uma distância menor do sofá, por exemplo. Existe um conflito na certificação desses aparelhos, pois, de acordo com a CEA (Consumer Electronics Association), uma 4K de verdade deve ter apenas pixels vermelhos, verdes e azuis (RGB), sem pixels brancos; já a UHD Alliance exige resolução 4K, capacidade HDR, ampla gama de cores (WCG), alta taxa de quadros, profundidade de bits e áudio imersivo, mas não aborda a questão dos pixels RGB ou RGBW. Cada uma puxa a brasa à sua sardinha, mas isso não compromete a qualidade que você vai ter na tela. Então, com 4K ou UHD, você está muito bem servido!

OLED

Essa tecnologia com diodos orgânicos emissores de luz (Organic Light Emitting Diodes) não é tão nova assim, mas vem sendo popularizada mais recentemente nos novos aparelhos da LG e da Sony. Os diodos orgânicos são capazes de emitir e controlar a própria luz, ou seja, os pixels são autoiluminados, dispensando as luzes de fundo. Por isso, essas telas não têm mais de 1 cm, são projetadas para serem penduradas como quadros e as conexões HDMI, USB e os alto-falantes vêm agrupados no suporte ou em um soundbar separado. E a imagem, além do alto-contraste, tem uma pureza incrível das cores. Um show!

QLED

Onde vamos parar? Melhor perguntar para a Samsung, que desenvolveu essa tecnologia baseada em pontos quânticos, minúsculos cristais que absorvem ou emitem frequências de luz para criar a imagem na tela. O resultado promete: reproduzir 100% das variações de cores em qualquer nível de luminosidade ou iluminação ambiente. A imagem vai ter ganhos em brilho e contraste, reproduzindo cores mais precisas e mais próximas da realidade. Além disso, a imagem tem visualização perfeita tanto na visão frontal como na lateral. Incrível!

E vem mais por aí!

As TVs 5K com definição de 5120×2160 pixels já estão chegando aos mercados mais atualizados e até uma TV 8K, Full Ultra High Definition, com 7680×4320 pixels já foi apresentada pela Sharp. Dá para imaginar? Melhor que isso: dá para assistir e se divertir!

Fontes: Exame, Veja e Zoom

Related Post


« Voltar

Comentários